domingo, 4 de janeiro de 2009

ésóreciclar.com

É incrível como podemos aprender muito mesmo quando estamos em busca de diversão. Estive em Guarujá nos últimos dias, e me impressionei com o trabalho que um homem, de uns 50 e tantos anos de idade, desenvolve na praia.

Seu estilo de vida é: é só reciclar. E ele recicla mesmo!
Nas pedras, no finalzinho da praia do Tombo, seu trabalho fica exposto, para todos verem e ajudarem a desenvolver cada vez mais uma coisa mais bonita para se expor.
Ok, vou falar: seu Lúcio, um homem com uma barba grande e branca, recolhe tudo que vê de lixo que as pessoas jogam nas praias e coloca a exposição como um apelo ao problema de material reciclável jogados fora assim, com tanto descaso.
É interessantíssimo a forma como ele encontrou de tocar todo mundo que visita a sua exposição.

Com dizeres em pranchas - também jogadas fora como lixo - ele espalhou mensagens com a importância da reciclagem para a natureza.
Encontramos de tudo: escovas de cabelo, de dente, pranchas quebradas, capacetes rachados, chinelos sem seus pares, cabeças de boneca, sacolas plástica, tampinhas de garrafas, garrafas então ...nem se fale, tem de monte!

As pessoas que frequentam a praia do Tombo - aonde acontece a exposição diarimente - já se acostumaram a entregar à ele tudo o que jogariam em qualquer lugar da praia, inclusive e principalmente as crianças. Porém, seu Lúcio, confessa que não aprova tal atitude vinda de uma criança. Usa como argumento a idéia de que se o problema foi causado por um adulto, então é de responsabilidade dos adultos fazerem a sua parte. Mas não nega que fica gratificado vendo isso partindo da criançada.

Seu Lúcio já está no seu quinto ano de trabalho e segundo de exposição. A exposição é gratuita, ele só pede a colaboração na parte de manter o que a natureza construiu como sempre foi, linda e sem lixo produzido pelo homem!

2 comentários:

Medina disse...

Muito bonita e serve de exemplo a historia do Lucio, muito bem redigida pela grande jornalista que será Gabriela Paschoal.
Suas materias são de gêneros jornalísticos, Simples e Objetiva.

Paulo Medina

Gaby Paschoal* disse...

obrigada pela bela análise jornalística, Paulo Medina ...vulgo: meu namorado! =) rs